Acompanhando o evento da Apple num iPad Air, tomando notas no Motorola Moto G 2014, escrevendo nele com um teclado bluetooth da Apple, no evernote-br para Android.

Sou um frankenstein tecnológico. Mas vejam, usar um teclado externo com um dispositivo android é uma experiência muito mais bacana do que fazer isso no iOS. Dá para alternar entre programas e controlar a interface sem tocar na tela do aparelho!

Será que vou terminar o ano com um Nexus 6 em vez de um iPhone 6? Ainda tem alguns meses para decidir. Já estou ativando os muambators de plantão…

Titio Tim, quero um teclado dock lightening!

Escrever no iPhone com o teclado dock do iPad é uma das coisas mais Hipsters que já tive a oportunidade — e a geekagem de fazer.

A tecla “R” do teclado está soltando, ele não tem design para suportar o iPad Air de modo seguro, mas ainda é um dos melhores pedaços de Hardware que já comprei.

No iPhone, no entanto, usando um adaptador 30-Pinos — Lightening (Não testei os genéricos, estou falando do oficial da Apple, sempre mais caro), ainda apresenta um conjunto estável, talvez o conjunto mais estável desde que testei pela primeira vez em um iPod Touch de 4ª geração.

Meu teclado ainda está meio riscado — quem tem criança teria que ter muito mais cuidado com periféricos do que eu — mas funciona perfeitamente.

Uma das minhas frustrações é a Apple ter descontinuado o teclado dock. Ele foi desenhado para caber um iPad de primeira geração, cabia um iPad 2 de forma meio gambiarra, e o conector lightening praticamente matou o periférico — exceto para mim, que ocasionalmente me sinto confortável usando-o com meu iPhone 5 para escrever textos mais longos.

O único defeito dele é ter tido que ser pesado, para equilibrar o conjunto sobre a mesa: isso diminuiu sua portabilidade, e deve ter sido uma das coisas que levou a Apple a tomar a decisão de descontinuá-lo.

Sigo usando, e parafraseando Fernando Pessoa, fá-lo-ei “enquanto Deus mo permitir”. E seria um feliz proprietário de uma versão lightening, caso a Apple — ou outro fabricante de acessórios — decidisse fabricar um compatível com lightening.

Swift is friendly to new programmers. It is the first industrial-quality systems programming language that is as expressive and enjoyable as a scripting language. It supports playgrounds, an innovative feature that allows programmers to experiment with Swift code and see the results immediately, without the overhead of building and running an app.

Trecho de: Inc, Apple. “The Swift Programming Language.” Apple Inc., 2014-05-27T07:00:00Z. iBooks.
Este material pode estar protegido por copyright.

Confira este livro na iBooks Store.

Agora eu tomo vergonha e me torno dev iOS!