Mesmo as épocas de opressão são dignas de respeito, pois são a obra, não dos homens, mas da humanidade, e portanto da natureza criadora, que pode ser dura, mas nunca é absurda. Se a época que vivemos é dura, temos o dever de a amar ainda mais, de a penetrar com o nosso amor, até que tenhamos afastado as enormes montanhas que dissimulam a luz que há para além delas.

Trecho de: L. Pauwels & J. Bergier. “O Despertar dos Mágicos.” RuriaK InK.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *